=O GRANDE LANDELL DE MOURA=
Roberto Landell de Moura nasceu na cidade de Porto Alegre, Rio. Grande.do Sul, em 21 de Janeiro de 1861.
Fez seus estudos religiosos no Colégio Pio Americano e cursou a Universidade Gregoriana como aluno de Física e Química. Foi ordenado sacerdote em 28 de Novembro de 1886, em Roma. Gostava de ser chamado simplesmente de Padre Landell.

Pesquisou e descobriu que todos os corpos animados ou inanimados são circundados por halos de energia luminosa, invisíveis a olho nu, segundo documentos de 1907.
Ele chegou inclusive a fotografar o efeito. Tratava-se do "Efeito lian", batizado com esse nome em 1939, por causa dos estudos do casal soviético Semyon e Valentina Kirlian.

O "Transmissor de Ondas", um dos aparelhos desenvolvidos e patenteados pelo Padre Landell de Moura foi reconstruído por técnicos da CIENTEC e está exposto na Fundação Educacional Padre Landell de Moura – em Porto Alegre. Os técnicos constataram que o transmissor atinge uma larga faixa de espectro de radiofrequência e é captado, inclusive na faixa de FM.

O principal feito do sacerdote cientista foi conseguir a primeira transmissão da voz humana, sem auxilio de fios. Isso aconteceu em 03 de junho de 1900. A distância entre o aparelho emissor e o detector foi de aproximadamente de oito quilômetros, entre o Bairro de Santana e os altos da Avenida Paulista, na cidade de São Paulo. A demonstração foi presenciada por autoridades e pela imprensa.
Ele é o patrono dos radioamadores brasileiros.

Nesta época o que se tinha em termos de comunicação por meios elétricos o telégrafo e funcionava por fios (Samuel Morse - 1837), o telefone com fio (Graham Bell -1876) ((Guglielmo Marconi - 1895).

Landell é considerado também o precursor das fibras óticas, pois o aparelho inventado por ele era multifunções e contemplava as funções de telegrafia e também a transmissão do som via Onda Portadora de Luz. A patente brasileira para um "aparelho destinado à transmissão phonética à distância, com fio ou sem fio, através do espaço, da terra e do elemento aquoso" foi obtida em 09 de Março de 1901. Nos Estados Unidos Padre. “Landell de Moura conseguiu três cartas patentes: a do “Transmissor de Ondas”, que é o precursor do rádio, Telefone Sem Fio” e "Telégrafo Sem Fios". Landell de Moura faleceu em Porto Alegre / RS em 30 de Junho de 1928.

(Fonte: http://www.microfone.jor.br/aalandel.htm)

Poderíamos nos prolongar mais, visto que a história, a psicosfera do rádio apaixona e nos traz grandes conhecimentos de outros aspectos que antecederam o rádio. Como vemos nas entrelinhas pelos estudos dos cientistas as obras do Padre Landell de Moura tem mais importância em diversos detalhes do que a de Guglielmo Marconi.
Neste mês de abril de 2010, a Associação de Ouvintes de Rádio do Ceará patrocinou a III Exposição Temática do Rádio com um total de quase 1.550 visitantes no Shopping Benfica.
Exposição bastante concorrida com cobertura de emissora de televisão, alunos de comunicação Social (Jornalismo) e radialistas.

O que nos chamou a atenção foi o interesse de crianças, adolescentes em conhecer a história do rádio, radialistas que fizeram história e conhecer mais amiúde modelos antigos de rádio.>
Colecionadores estiveram presentes durante os oito dias da exposição temática. Lamentamos a ausência ou inexistência de rádios de marca famosas no comércio brasileiro, e a infestação de rádios de péssima qualidade oriundos do Paraguai e da China. O que fazer para conseguirmos rádios de qualidade? Fica a pergunta no ar.

Aqui procuramos mostrar a psicosfera do rádio com algumas nuanças de grande importância. O primeiro rádio montado no Ceará foi através de Clóvis Meton de Alencar que além de montar seu rádio, conseguiu captar ondas de rádio do velho continente. Pense nisso!

António Paiva Rodrigues